+55 019 3829-3482  |  +55 019 3829-0841
 Participantes  |  +55 019 4062-8689

Estudo ex vivo para avaliação da atividade clareadora do Pycnogenol® após exposição à radiação ultravioleta, infravermelha e luz visível


Estudo ex vivo para avaliação da atividade clareadora do Pycnogenol® após exposição à radiação ultravioleta, infravermelha e luz visível
Postado por: Samara Eberlin em 09 de Junho de 2016

Surgical and Cosmetic Dermatology 7(4), 303-7, 2015.

DOI: http://dx.doi.org/10.5935/scd1984-8773.201574736

A hiperpigmentação é condição dermatológica frequente, geralmente associada à exposição solar e com relativa dificuldade de tratamento. Pycnogenol® é extrato obtido do pinheiro francês Pinus pinaster, com conhecida atividade antioxidante e anti-inflamatória, tendo demonstrado em estudos prévios capacidade de inibir a síntese de melanina. Avaliar a atividade clareadora do Pycnogenol® em modelo experimental ex vivo após exposição à radiação ultravioleta A e B, infravermelha-A e luz visível. Fragmentos de pele humana obtidos de cirurgia plástica eletiva foram tratados com Pycnogenol® e posteriormente submetidos à radiação ultravioleta A e B, infravermelha-A e luz visível, para avaliação histológica da pigmentação melânica pela técnica Fontana-Masson. A avaliação histológica demonstrou aumento na deposição de melanina em todos os grupos irradiados. Entretanto, os fragmentos incubados previamente com Pycnogenol®demonstraram redução na deposição desse pigmento após a irradiação. Este estudo demonstra a redução na deposição de melanina em cultura de pele tratada com Pycnogenol®, depois de submetida à radiação tanto ultravioleta A e B quanto infravermelha-A, bem como à luz visível, e conclui que essa substância pode apresentar propriedades clareadoras.